Kaspersky diz que ataque comprometeu mais de 4 milhões de modems banda larga no Brasil

Milhões de internautas brasileiros foram vítimas de um ataque que invadiu e alterou as configurações de modems DSL (banda larga), fazendo com que as visitas ao Google ou Facebook, por exemplo, fossem redirecionadas para sites falsos. Essas páginas, por sua vez, infectavam o micro com malware capaz de roubar dados bancários.
O ataque infectou mais de 4,5 milhões de modems DSL, disse o analista de malware da Kaspersky Lab no Brasil, Fabio Assolini, em post no blog da empresa.
A vulnerabilidade explorada pelos crackers permitia o uso de um código (script) simples para roubar senhas e acessar remotamente a configuração dos modems. A alteração fazia com que, ao digitar um site, como www.meubanco.com.br, o internauta fosse parar em um site clonado, que injetava um código malicioso no sistema.
“Esse golpe, em ação desde 2011, explora uma vulnerabilidade de firmware, dois scripts maliciosos e 40 servidores DNS maliciosos. Ele afeta seis fabricantes de hardware, resultando em milhões de internautas brasileiros vítimas de um ataque em massa contínuo e silencioso”, diz Assolini.
(…) Os ataques foram registrados em modems de seis fabricantes, dos quais cinco são populares no Brasil. “A negligência dos fabricantes e dos provedores e a ignorância dos órgãos oficiais do governo criaram uma” tempestade perfeita, permitindo aos cibercriminosos atacar à vontade”, escreveu o especialista. (…)

via idgnow.uol.com.br

Esta entrada foi publicada em O.S Linux. Adicione o link permanente aos seus favoritos.